O que fazer quando seu cão tem febre recorrente e calafrios intermitentes?

O que fazer quando seu cão tem febre recorrente e calafrios intermitentes?

Se você percebeu que o seu cão está apresentando febre recorrente e calafrios intermitentes, é importante ficar alerta e tomar medidas para cuidar da saúde do seu pet. Neste artigo, vamos abordar o que pode estar por trás desses sintomas, como agir em casos de febre e calafrio, e quando buscar ajuda de um veterinário. Acompanhe o conteúdo e saiba como garantir o bem-estar do seu cão.

O que pode estar causando febre e calafrios no seu cão?

A febre é uma resposta do organismo a algum tipo de infecção, inflamação ou doença. Ela é considerada um sinal de alerta, indicando que algo não está bem no corpo do seu cão. Os calafrios intermitentes normalmente acompanham a febre, podendo indicar um aumento rápido da temperatura corporal.

Diversos fatores podem estar por trás da febre e calafrios em cães, tais como:

  • Infecções bacterianas ou virais: algumas doenças infecciosas, como a cinomose e a leptospirose, podem causar febre e calafrios em cães.
  • Inflamações: problemas inflamatórios, como a artrite, podem manifestar-se com esses sintomas.
  • Traumas: lesões ou acidentes podem levar o cão a apresentar febre e calafrios.
  • Intoxicações: substâncias tóxicas podem afetar o corpo do animal e causar febre e calafrios.

O que fazer em casos de febre recorrente e calafrios intermitentes?

Se o seu cão estiver apresentando febre recorrente e calafrios intermitentes, siga as seguintes orientações:

  1. Monitore a temperatura: utilize um termômetro próprio para animais e meça a temperatura do seu cão. A temperatura normal de um cão saudável varia entre 38ºC e 39ºC. Caso ela esteja acima disso, é importante tomar as medidas adequadas.
  2. Mantenha o cão em um ambiente fresco: disponibilize água fresca e mantenha o local onde o cão fica em uma temperatura agradável. Evite ambientes muito quentes ou frios.
  3. Hidrate o cão: ofereça água em abundância e, se necessário, fornecer soro caseiro. A hidratação adequada é essencial para o processo de recuperação.
  4. Ofereça uma alimentação adequada: é fundamental oferecer uma dieta balanceada, rica em nutrientes, para auxiliar na recuperação do cão.
  5. Evite automedicação: não administre medicamentos por conta própria, pois eles podem ser prejudiciais para o cão. Consulte sempre um veterinário antes de medicar o seu pet.

Quando buscar ajuda veterinária?

Caso a febre e os calafrios persistam por mais de 24 horas, é recomendado buscar auxílio veterinário. O profissional realizará uma avaliação mais detalhada do seu cão, diagnosticará a causa dos sintomas e indicará o tratamento adequado.

Também é importante mencionar que, se além da febre e calafrios, o cão apresentar outros sintomas, como falta de apetite, apatia, vômitos ou diarreia, é indispensável marcar uma consulta veterinária o mais rápido possível.

No site PlugPet.com.br, você encontra muitas outras informações relevantes sobre cuidados com pets e animais domésticos. Fique por dentro e mantenha o seu animal de estimação sempre saudável e feliz!

Deixe um comentário