O que fazer quando seu cão tem episódios de apneia noturna e respiração ofegante?

O que fazer quando seu cão tem episódios de apneia noturna e respiração ofegante?

Introdução

Se você tem um cão, provavelmente já passou por alguma situação em que percebeu que ele estava tendo dificuldades para respirar durante a noite ou mesmo durante o dia. Esses episódios de apneia noturna e respiração ofegante podem ser assustadores para os proprietários, mas neste artigo explicaremos o que fazer nessas situações e como lidar com elas da melhor maneira possível.

Apneia em cães

A apneia em cães é definida como a interrupção temporária da respiração, que pode durar alguns segundos ou até mesmo minutos. Durante esse período, o cão não consegue trazer ar para dentro e para fora de seus pulmões adequadamente, o que pode levar à respiração ofegante quando a respiração recomeça. A apneia noturna nos cães pode ocorrer por diversos motivos, como:

  • Obstrução das vias respiratórias: algumas raças de cães, como os braquicefálicos (com focinho achatado), têm uma predisposição genética para terem vias respiratórias estreitas, o que pode causar dificuldades respiratórias;
  • Doenças cardíacas: problemas cardíacos podem levar a uma diminuição da capacidade de oxigenação do sangue, resultando em dificuldades respiratórias;
  • Obesidade: cães com excesso de peso podem ter sua capacidade respiratória comprometida devido à pressão exercida sobre o diafragma;
  • Alergias e problemas respiratórios: alergias, infecções respiratórias e outras condições podem levar a inflamações nas vias respiratórias, dificultando a respiração.

O que fazer quando seu cão apresentar apneia noturna?

Aqui estão algumas medidas que você pode tomar se perceber que seu cão está tendo episódios de apneia noturna e respiração ofegante:

1. Observe o comportamento do seu cão

É importante estar atento aos sintomas que seu cão apresenta, como dificuldade em respirar, ofegância, roncos, engasgos, entre outros. Anote a frequência e duração desses episódios e qualquer outro sintoma relacionado. Essas informações serão úteis para o veterinário na hora de realizar o diagnóstico.

2. Consulte um veterinário

Se você perceber que seu cão está apresentando episódios de apneia noturna com frequência, é essencial buscar a ajuda de um veterinário. O profissional irá realizar um exame físico completo no seu cão, avaliar sua história médica, e poderá solicitar exames complementares, como radiografias, ecocardiogramas, ou outros, para identificar a causa dos episódios de apneia e propor o tratamento adequado.

3. Siga o tratamento recomendado pelo veterinário

Depois de realizar o diagnóstico, o veterinário indicará o tratamento mais adequado para o seu cão. Dependendo da causa da apneia noturna, o tratamento pode envolver o uso de medicamentos, dieta específica, perda de peso, cirurgia corretiva, entre outros. É importante seguir à risca as recomendações do veterinário para garantir uma melhora na respiração do seu cão.

4. Proporcione um ambiente confortável para o seu cão

Criar um ambiente adequado para o sono do seu cão também pode fazer a diferença. Certifique-se de que ele tenha um local tranquilo e sem estímulos externos, como barulhos altos, que possam atrapalhar seu descanso. Utilize camas apropriadas para cães que ajudem a posicionar seu corpo de forma confortável e que auxiliem na manutenção de uma postura adequada das vias aéreas.

5. Mantenha o peso do seu cão sob controle

Se a obesidade for um fator contribuinte para a apneia noturna do seu cão, é importante trabalhar na perda de peso dele. Converse com o veterinário sobre a dieta e exercícios adequados para ajudar seu cão a atingir e manter um peso saudável. A perda de peso pode aliviar a pressão sobre o diafragma e melhorar a respiração.

Conclusão

Episódios de apneia noturna e respiração ofegante em cães podem ser preocupantes, mas seguindo as medidas corretas e buscando o auxílio de um veterinário, é possível lidar com essa condição. A observação atenta do comportamento do cão, a consulta veterinária, a aderência ao tratamento recomendado, a criação de um ambiente adequado para o sono e o controle do peso são medidas importantes para garantir a melhora da respiração e a qualidade de vida do seu cão.

Lembre-se, se você notar qualquer sinal de apneia noturna ou respiração ofegante em seu cão, o melhor a fazer é procurar um veterinário de confiança para uma avaliação adequada.

Deixe um comentário