O que fazer quando seu cão demonstra comportamento de morder as próprias patas?

O que fazer quando seu cão demonstra comportamento de morder as próprias patas?

Se você percebe que o seu cão está mordendo constantemente as próprias patas, é importante investigar e entender a causa desse comportamento. A lambedura em excesso pode indicar algum problema de saúde ou desconforto no animal. Neste artigo, vamos explicar as possíveis razões para essa conduta e oferecer algumas sugestões para lidar com o problema.

Causas comuns para o comportamento de morder as patas

Antes de tomar qualquer medida, é fundamental identificar a causa da lambedura excessiva. Alguns dos motivos mais comuns para esse comportamento incluem:

  • 1. Alergias: As alergias são uma causa bastante comum para o comportamento de morder as patas. O contato com alérgenos, como pólen, ácaros, pulgas ou certos alimentos, pode desencadear reações alérgicas nos cães, levando-os a lamber e morder suas patas.
  • 2. Parasitas: Pulgas, ácaros e carrapatos podem causar intensa coceira nas patas do animal, levando-o a mordê-las em busca de alívio.
  • 3. Feridas ou infecções: Se o seu cão apresenta feridas, arranhões ou infecções nas patas, é natural que ele tente aliviar a dor mordendo a área afetada.
  • 4. Tédio ou ansiedade: Alguns cães podem desenvolver o hábito de morder as próprias patas como forma de aliviar o tédio ou a ansiedade. Essa conduta geralmente é acompanhada por outros comportamentos destrutivos.

O que fazer diante desse comportamento

Ao perceber que o seu cão está mordendo as próprias patas, é importante agir prontamente para evitar que a situação se agrave. Aqui estão algumas medidas que você pode tomar:

  1. 1. Consulte um veterinário: A primeira e mais importante medida é procurar ajuda profissional. Um veterinário especializado poderá realizar uma avaliação completa do seu cão, identificar a causa subjacente da lambedura e prescrever o tratamento adequado.
  2. 2. Mantenha as patas limpas e saudáveis: Verifique regularmente as patas do seu cão em busca de possíveis feridas, arranhões ou infecções. Mantenha as unhas do animal cortadas e faça uma higiene adequada para evitar o acúmulo de sujeira e bactérias.
  3. 3. Controle as pulgas e carrapatos: Utilize produtos adequados para prevenir e tratar infestações por pulgas, carrapatos e outros parasitas. Consulte o veterinário para saber qual é a melhor opção para o seu cão.
  4. 4. Proporcione exercícios e estimulação mental: Cães entediados ou ansiosos podem encontrar alívio na mastigação das próprias patas. Certifique-se de que o seu cão esteja recebendo exercícios físicos suficientes e ofereça brinquedos e atividades que estimulem a mente do animal.
  5. 5. Faça adaptações na dieta: Se alergias alimentares forem a causa das lambeduras, o veterinário poderá recomendar uma mudança na dieta do animal, eliminando os ingredientes que estão causando reações alérgicas.

Conclusão

A lambedura excessiva das patas é um problema comum em cães, mas não deve ser ignorado. Ao identificar esse comportamento, é importante investigar a causa e agir rapidamente para aliviar o desconforto do animal. Consultar um veterinário é essencial para encontrar a melhor solução para o problema e garantir o bem-estar do seu cão.

Leave a Comment