O que fazer quando a água do aquário está com excesso de matéria orgânica em decomposição no substrato?

O que fazer quando a água do aquário está com excesso de matéria orgânica em decomposição no substrato?

1. Identifique a origem do problema

Antes de solucionar o problema da água do aquário com excesso de matéria orgânica em decomposição no substrato, é importante identificar a origem desse acúmulo. Verifique se há restos de comida, plantas mortas, fezes dos peixes ou qualquer outro tipo de material orgânico em decomposição.

2. Realize uma limpeza completa do aquário

A limpeza completa do aquário é essencial para remover a matéria orgânica em decomposição e restabelecer a qualidade da água. Siga os seguintes passos:

a) Remova os peixes e outros animais do aquário: Transfira-os temporariamente para um recipiente com água própria para aquários. Certifique-se de manter a temperatura e as condições adequadas para eles.

b) Retire o substrato contaminado: Utilize uma rede ou sifão para removê-lo cuidadosamente, evitando misturá-lo na água limpa do aquário. Descarte-o adequadamente.

c) Limpe as pedras e a decoração: Se houver acúmulo de matéria orgânica nas pedras e decoração do aquário, lave-as cuidadosamente com água própria para aquários. Evite o uso de produtos de limpeza doméstica, pois eles podem ser prejudiciais aos peixes.

d) Realize a troca parcial da água: Retire cerca de 25% da água antiga do aquário e substitua por água fresca e tratada, própria para aquários. Isso ajudará a diluir os resíduos remanescentes.

3. Mantenha a limpeza regular do aquário

Para evitar o acúmulo excessivo de matéria orgânica em decomposição, é fundamental manter uma rotina de limpeza regular do aquário. Siga as seguintes recomendações:

a) Alimentação adequada: Evite alimentar os peixes em excesso. Dê apenas a quantidade necessária de comida para que eles se alimentem completamente em poucos minutos. A alimentação excessiva pode aumentar a quantidade de resíduos no aquário.

b) Remova restos de comida e plantas mortas: Após as refeições dos peixes, verifique se há restos de comida não consumidos no aquário e remova-os imediatamente. Faça o mesmo com as plantas mortas.

c) Realize trocas parciais de água regularmente: A cada duas semanas, faça uma troca parcial de cerca de 25% da água do aquário. Isso ajudará a manter os níveis de matéria orgânica em equilíbrio.

d) Verifique a filtragem: Certifique-se de que o sistema de filtragem do aquário está funcionando adequadamente. Limpe ou substitua os filtros conforme necessário.

4. Monitore os sinais de alerta

Após realizar a limpeza completa do aquário e adotar uma rotina de limpeza regular, fique atento a possíveis sinais de alerta de que a água está novamente com excesso de matéria orgânica em decomposição. Alguns sinais comuns incluem:

– Turbidez na água: A água fica com aparência turva ou esverdeada.

– Odores desagradáveis: A presença de cheiros desagradáveis indica presença de matéria orgânica em decomposição.

– Problemas de saúde nos peixes: Se os peixes apresentarem sintomas de doenças, como falta de apetite, dificuldade para nadar ou alterações em sua coloração, pode indicar a presença de água contaminada.

Caso observe algum desses sinais, repita o processo de limpeza completo do aquário.

Em resumo, para lidar com o excesso de matéria orgânica em decomposição no substrato do aquário, é necessário identificar a origem do problema, realizar uma limpeza completa do aquário, manter a limpeza regular e monitorar os sinais de alerta. Seguindo essas orientações, você poderá garantir um ambiente saudável para os peixes e demais animais aquáticos.

Lembre-se sempre de consultar um veterinário especializado em aquarismo para obter orientações específicas para o seu caso.

Deixe um comentário