E-mail Senha
Esqueci minha senha
10/05/2010

Alto índice de abandono de animais deixa abrigos do Rio lotados

Saiba como agir ao encontrar um animal abandonado na rua

O abandono de animais é um problema recorrente no Rio de Janeiro. A presença de cachorros e gatos nas ruas não traz apenas riscos à saúde dos moradores, mas também o perigo de ser atacado por eles. Abrigos espalhados por todo o estado estão lotados e a conscientização é fundamental para reverte esse quadro e beneficiar a todos.


pet abandono


Saiba como adotar um animal abandonado no site da Suipa


O assunto é polêmico e divide a opinião da população: algumas pessoas são a favor de deixar os cachorros vivendo nas ruas, já outras buscam providência para a retirada dos cães. Há ainda aqueles que defendem a castração e a conscientização como o melhor caminho. Muita gente adota e abandona depois.


Para a presidente da Suipa, Isabel Cristina, alguns animais abandonados chegam a receber tratamentos como vacinação, alimentação e castração de grupos, como Protetores Autônomos, formado por pessoas ligadas à diversas sociedades protetoras de animais. Eles encaminham cães e gatos abandonados para abrigos especializados.


Mesmo com os cuidados de voluntários, o índice de abandono é muito alto não só na capital, mas também em várias regiões do estado. Isabel lembra que só na semana passada a Suipa acolheu 47 animais abandonados. Segundo ela, as desculpas são parecidas: custos com tratamento veterinário, falta de tempo para cuidar do bicho e falta de espaço em casa.


Uma outra solução para evitar o abandono dos animais é a adoção. O site da Suipa divulga fotos de animais sem donos e cadastra pessoas interessadas em ter um bicho de estimação. A entidade também recebe doações em dinheiro para ajudar a custear os gastos com os animais.


Veja abaixo algumas dúvidas sobre a adoção de animais abandonados, de acordo com o site da Suipa:


1. A Suipa recolhe animal na rua?
Se a pessoa encontrar um animal visivelmente adoentado, sem condições de se locomover, atropelado ou com sérios ferimentos, ela pode ligar para a Suipa através do telefone 3297-8777, de segunda a sábado, das 08h às 17h horas e domingos e feriados até o meio dia. A solicitação para socorrer aquele animal será anotada e, por ter apenas uma ambulância para atender a todo o estado do Rio de Janeiro, a Suipa pede que as pessoas levem o animal até uma sede mais próxima.


2. O que fazer para ajudar um animal que estiver correndo numa estrada?
Ao encontrar um cão desesperado correndo sem destino na rua e a pessoa estiver dirigindo, ela deverá diminuir sua velocidade, ligar o pisca - alerta para que os outros carros fiquem atentos e buzinar bastante para que o animal possa escutar. Na maior parte das vezes, o animal se assusta e resolve não atravessar entre os carros.


3. Se eu achar um animal na rua, posso levar para a Suipa?
Se a pessoa achar um animal e não tiver um lar para ele, a Suipa irá abrigá-lo mesmo em condições precárias, isto é, falta de espaço e possíveis brigas noturnas. Diariamente os animais abrigados na Suipa têm limpeza, assistência veterinária e alimentação, mas precisam de um lar com pessoas responsáveis que não os abandonem e que não os maltratem. Os funcionários do Setor de Abandono conversam por mais de meia hora com as pessoas que querem abandonar seus melhores amigos.


Origem da notícia: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/05/alto-indice-de-abandono-de-animais-deixa-abrigos-do-rio-lotados.html



Fonte: G1 - http://g1.globo.com

Termos de UsoQuem SomosPolítica de PrivacidadeFale Conosco
   PlugPet - Todos os direitos reservados        Grupo Casa do Filhote