E-mail Senha
Esqueci minha senha
21/04/2009

Florais para animais

Florais atenuam males de fundo emocional nos animais

MARIANA GARCIA
da Revista da Hora

Quando o médico inglês Edward Bach descreveu em 1931 seu estudo sobre o poder da vibração energética das flores para tratar de doentes, ele não se referia apenas aos humanos.

Até hoje, não há comprovação científica sobre a maneira como os 38 preparados desenvolvidos pelo cientista inglês, a partir de extratos de determinadas flores, atuam no paciente --seja ele um cachorro, uma planta ou um homem--, mas veterinários têm atestado a eficácia dessas substâncias no tratamento de males que afetam os bichinhos.

"A maioria dos problemas de saúde, segundo Bach, é desencadeada por fatores emocionais. Assim, se um animal agitado fica preso em um apartamento e quase não é levado para passear, pode ficar estressado e desenvolver alguma doença de pele. Nesse caso, por exemplo, a terapia com florais costuma ser eficaz", avalia Daionety Aparecida Pereira, mestre em medicina veterinária pela USP.

Para a veterinária Claudia Franchini, uma das principais vantagens desse tipo de tratamento é a rapidez com que surgem os primeiros resultados. "Quando o caso não é grave, no terceiro dia já há melhora. Para completar, não há restrições no uso dos florais. Filhotes e velhinhos também podem tomá-los", diz.

A origem

O médico inglês Edward Bach desenvolveu 38 essências florais, conhecidas como florais de Bach, entre 1926 e 1934. São compostas por doses extremamente concentradas de extratos retirados de flores, diluídos em água e em álcool. Essas substâncias teriam, de acordo com seu inventor, efeito vibracional e energético. Há registros de que o próprio cientista teria utilizado sua invenção para tratar seu cachorro, Lulu.

Tipos de essência

"Aspen" - indicada para tratar animais naturalmente medrosos
"Beech" - ideal para combater a intolerância de animais antissociais
"Cherry plum" - receitada em casos de animais com comportamento incontrolável
"Chicory" - indicada para casos de carência e de possessividade
"Heather" - indicada para casos de solidão, temperamento barulhento e desatenção
"Hornbeam" - proporciona vitalidade para casos de fraqueza e indiferença
"Impatiens" - recomendada para tratar impaciência e irritabilidade
"Mimulus" - combate o nervosismo causado por medo de situações e coisas conhecidas
"Mustard" - medicamento contra depressão e melancolia
"Rock rose" - combate o terror e a histeria provocados por situações traumáticas
"Vervain" - indicada para tratar hiperatividade, impulsividade e entusiasmo excessivos
"Vine" - ideal para equilibrar o temperamento dominador excessivo
"Walnut" - receitada para animais com dificuldade de se adaptar a novas circunstâncias
"Water violet" - indicada para tratar comportamento arredio e reservado em excesso
*"Willow" - combate o rancor e a malevolência

Fontes: livro "Remédios Florais de Bach para Animais", de Helen Graham e Gregory Vlamis (ed. Pensamento); Cláudia Franchini, médica veterinária e terapeuta holística; Daionety Pereira, mestre em medicina veterinária clínica pela USP; e Martha Follain, terapeuta holística
 



Fonte: www.folhaonline.com.br

Termos de UsoQuem SomosPolítica de PrivacidadeFale Conosco
   PlugPet - Todos os direitos reservados        Grupo Casa do Filhote