E-mail Senha
Esqueci minha senha

Tudo que você deve saber antes de acasalar cães


famíliaFatores relevantes


Antes de acasalar você deve analisar bem os fatores como custos com assistência veterinária e exames laboratoriais, tempo disponível para cuidar da ninhada e o destino dos filhotes. Mesmo em se tratando de animais de raça pura muitas vezes não é fácil encontrar bons lares para uma ninhada de 8 filhotes, por exemplo.


Definir claramente as bases do acordo entre as partes envolvidas e oficializar um contrato também pode evitar problemas futuros.


Quando não se deve acasalar


Animais portadores de alterações genéticas transmissíveis como; displasia coxofemural, alergias graves, catarata precoce, criptorquidismo (ausência de um testículo) ou epilepsia; portadores de doenças sexualmente transmissíveis como: Brucelose e Tumor de Sticker; cães com doença cardíaca grave e fêmeas obesas, não devem acasalar.


Também não é recomendável acasalar fêmeas muito jovens, o ideal é a partir do 3° cio.


Prepare-se com antecedência


Se a fêmea estiver acima do peso, coloque-a sob dieta e deixe-a no peso compatível com sua raça e tamanho, se não der tempo aguarde o próximo cio.
Leve sua fêmea para uma avaliação veterinária um mês antes do cio, coloque as vacinas e os vermífugos em dia, conte ao veterinário sobre o preterido acasalamento.


Encontre um macho da mesma raça, de porte semelhante, o macho pretendente não deve ser muito maior que a fêmea.


A hora certa


O cio é o momento em que a fêmea está apta para aceitar o macho, este período pode ser identificado facilmente pelo inchaço da vulva e leve corrimento sanguíneo.


O primeiro cio costuma ocorrer entre o 6° e 10° mês de vida e tem duração aproximada de 15 dias. Ela só aceitará o macho a partir do 7° ou 8° dia, as chances de fertilização são mais elevadas no 11° dia, momento em que a ovulação está bem elevada. O acasalamento pode se repetir no dia seguinte.


A fêmea deve ser levada a casa do macho, uma vez fora de seu território ele estará menos propensa a agressividade não precisando defender seu espaço.
Para não estressar os animais escolha um local tranqüilo sem, sem muitas pessoas.


Eventuais problemas


Algumas fêmeas são arredias e não aceitam certos machos, pode ocorrer dela não aceitar nenhum macho.


Cães não habituados ao convívio com outros da mesma espécie podem ficar assustados e agredir o parceiro, cães muito mimados podem não ter interesse em acasalar, é interessante fazer uma aproximação cautelosa e ficar atento a possível rejeição. Cadelas muito bravas podem ferir gravemente seu pretendente.


A inseminação artificial pode uma ser solução para os casos de impossibilidade de acasalamento.


Importante


Em um cruzamento, após a ejaculação é normal que os cães fiquem “grudados um de traseiro para ou outro” e permaneçam desta forma por alguns minutos. Não tente separá-los em hipótese nenhuma, o cão possui um osso no pênis que pode ser fraturado por uma separação forçada. 


Durante passeios com sua fêmea no período do cio, não descuide um só minuto, um cruzamento indesejado pode ocorrer facilmente.


Termos de UsoQuem SomosPolítica de PrivacidadeFale Conosco
   PlugPet - Todos os direitos reservados        Grupo Casa do Filhote